Meu bebê não quer comer

É recomendado. Que até o sexto mês de vida o bebê deverá ser alimentado exclusivamente com o leite materno. Ele não precisará de água, chás ou outros alimentos. A introdução de outros alimentos, antes dos seis meses, deverá ser avaliada por um profissional, com orientação do pediatra.

Após esse período, muitas mães ficam preocupadas, devido à falta de apetite de seu bebe. Chegam aos consultórios de nutricionistas e pediatras, desesperadas, falando: meu bebê não quer comer, o que eu faço Dr? Já tentei de tudo e nada resolve.

A principal dica que posso te dar é calma, a maioria das mães passam por isso. É realmente desafiador esse período, fase. O bebê não querer comer, deixa qualquer mãe preocupada. Mas é preciso se manter calma e analisar a situação. Como é sua rotina alimentar, como você está introduzindo os alimentos, você participa das refeições com seu bebê? Você inspira, motiva seu bebê a se alimentar? Pense e observe isso.

No primeiro ano de vida de um bebê, é preciso cautela, afinal são apresentados diversos alimentos, e o leite materno ainda é considerado o principal alimento até os dois anos de idade.

As papinhas devem ser combinadas pelas cores e sabores.

Depois dos dois anos, entra em uma gama nova de alimentos. Após o nascimento dos dentes, o bebê já está preparado para receber alimentos, sólidos. Por isso é recomendado evitar o uso de mamadeiras.

Muitas vezes, ensinamos errado. E isso começa desde o período da amamentação, porque quando a mãe também não aprende a se alimentar adequadamente no período da amamentação, é como esse erro se permeasse e passasse através do processo da alimentação.

O erro alimentar poder estar na família. É preciso um processo de reeducação alimentar para todos, para que seu bebê se inspire e passe a gostar de outros alimentos.

Insistir ou até obrigar bebê a comer não é o correto. Claro que a preocupação é compreensível, afinal uma boa alimentação resulta numa criança saudável, mas não é por pular uma refeição ou outra que ele ficará desnutrido ou comprometerá seu desenvolvimento.

Quando a fome apertar, seu bebê vai comer. Mas, nada de alarmes, não é preciso deixá-lo com fome. Há caminhos bem mais suaves para persuadi-lo a alimentar-se.

 

Portanto, verifique se não há problema de saúde, ou seja, se a falta de apetite não é de origem orgânica, como por exemplo: O início da dentição, que deixa o bebê desinteressado pelos alimentos. Segue algumas dicas:

 

Dicas para seu bebê se alimentar melhor:

 

  • Para começar, prepare a mesa com tudo o que seu bebê vai precisar e desligue a televisão.
  • Sente-se com ele e incentive-o a tentar comer sozinho. Participe da refeição, pedindo um pouco da comida dele e dando um pouco da sua para ele;
  • Crie nomes fantasiosos e criativos para as comidas;
  • Deixe ele ver você preparando as refeições;
  • É importante não deixar sucos na mesa logo no início da refeição e esconder a sobremesa até o final, para que eles não distraiam a criança;
  • Não ofereça muita comida à criança – ela tem o estômago pequeno;

  • Varie os alimentos;
  • Seja criativa e crie pratos divertidos, chamativos, coloridos e saborosos;
  • Não permita que seu bebê alimente-se fora de hora, crie uma rotina alimentar;
  • Não force seu filho a comer. Se ele ficar com fome, vai alimentar-se na próxima refeição;
  • Respeite o apetite de seu bebê: hoje ele pode comer pouco e amanhã “comer bem”, na avaliação da mãe. A quantidade de comida que a criança ingere é sempre proporcional à sua necessidade de energia, à sua atividade, ao seu crescimento.